Institucional

Antecedentes do projeto

Os primeiros estudos remontam à década de 30, quando a extinta Empresas Elétricas Brasileiras S.A. propôs a construção de três aproveitamentos hidrelétricos na bacia hidrográfica do rio Taquari/Antas.Na década de 90, a CEEE – Companhia Estadual de Energia Elétrica do Rio Grande do Sul, realizou diversos estudos de investigação do potencial hidráulico da bacia, culminando na identificação de 57 aproveitamentos com potências entre um e 130 MW. No rio das Antas, especificamente, foram selecionados 20 aproveitamentos, dentre eles, Monte Claro (130MW), Castro Alves (130MW) e 14 de Julho (100MW).